Seu filho é viciado em jogos online?

 

Bem, muita gente anda me pedindo para postar um artigo que escrevi para um blog, então vou deixá-lo aqui neste site temporariamente para que todos possam acessar e saber um pouco mais sobre este tema.

Você é mãe de adolescente vidrado em jogos online? Você acha que ele esta perdendo sua vida social? Você gostaria de entender esse mundo virtual para poder ajuda-lo? Então leia este artigo até o final de descubra quais os pontos mais importantes para descobrir se seu filho está viciado em jogos online e o que fazer para impedir que o problema se agrave.

Os jogos online foram desenvolvidos para serem jogados com outras pessoas de vários locais do país e do mundo. Basta estar conectado à internet para iniciar esse processo empolgante que pode levar ao vício.

Como identificar se existe um caso em sua própria casa

Hoje em dia cresce cada vez mais o acesso a jogos online por crianças e adolescente, então fique atento ao comportamento de seu filho ou filha para perceber se o acesso a esses jogos não está sendo exagerado e o isolando da vida real.

Vou te mostrar agora quais as principais características de pessoas viciadas em jogos online:

  • Quando acorda e a primeira coisa que faz é ligar o computador;
  • O rendimento escolar começa a diminuir;
  • Fica entediado e até estressado quando por algum motivo não pode jogar;
  • Quando sai com a família, não interage com as pessoas e fica perguntando que horas vai voltar para casa;
  • Quando adolescente não quer mais sair com as pessoas da família e amigos, preferindo ficar em casa e no computador;
  • Não sente interesse por mais nada que não seja o jogo online;
  • Ao chegar a casa, mal cumprimenta as pessoas, corre para o quarto e liga o computador;
  • Atrasa-se para a escola ou para compromissos que seja pela manhã porque não consegue acordar. Passou a madrugada jogando!
  • Passa o tempo inteiro dentro do seu quarto, saindo só para ir ao banheiro e comer alguma coisa;
  • Conversas continuas com expressões estranhas, gargalhadas e xingamentos, podem ser ouvidos do lado de fora;

Bem, essas são algumas características para você ficar atenta. Estudiosos em compulsões que causam dependência relatam outras características do viciado em jogos, sejam online ou off-line, mas com essas informações acima você poderá se preparar e tentar mudar esse quadro, o que não é tão fácil.

 

Jogos mais viciantes

Existem vários tipos de jogos online, mas alguns chama a atenção pelas suas regras e por inflar o ego dos jogadores que almejam o reconhecimento de internautas do mundo inteiro.

Os Massively Multiplayer On-line Role-Playing Games [Jogos de interpretação de personagem on-line para vários jogadores] (MMORPG) são os mais perigosos, pois são necessários vários jogadores online para interação entre eles. Os jogadores criam um avatar (personagem) para viver aventuras e missões ou criam equipes que jogam uma contra as outras com partidas que levam, às vezes, mais de 60 minutos. Nesse tipo de jogo, o gamer fica preso por horas, pois se sair deliberadamente de cada partida recebe uma punição e pode ficar até três partidas sem jogar, isso é difamador para o personagem que necessita de reconhecimento mundial.

Conheça agora dois jogos altamente viciantes, pode ser que o seu filho esteja jogando um deles agora e chegou a hora de prestar mais atenção a esse assunto:

  • League of Legends: jogo online grátis, sem necessidade de pagar para jogar, mas no decorrer do jogo alguns itens precisam ser comprador com dinheiro real, além da dependência do jogo em si ainda existe a possibilidade de se perder dinheiro com isso. Esse é o tipo de jogo em que se montam equipes para jogar com outras e as partidas duram de quarenta minutos à uma hora, ou mais, banindo o avatar que deixar o jogo de forma deliberada;

lol-artigo

  • World of Warcraft: Batalhas travadas na internet em tempo real. Nesse jogo existe uma moeda chamada Gold, usada para comprar mantimentos que melhora a desenvoltura do jogador, quanto mais moedas mais o participante avança no jogo. Este um dos jogos de mais sucesso no mundo, mas ele também está no topo do ranking de jogos viciantes comparados a dependência de álcool e drogas. Cerca de 40% dos jogadores estão comprovadamente viciados. A explosão de mais de dez mil cores diante dos olhos também é uma das causas do vício, causam êxtase às milhares de fibras nervosas do olho causando a dependência.

world-of-warcraft_1

Existem muitos mais jogos viciantes no mercado, cada um com suas características levando as pessoas a um único patamar: dependência.

Veja agora outros jogos viciantes para que você possa conhecer um pouco desse mundo virtual:

Dota 2, Super Meat Boy, Plants vs. Zombies 2, Trials HD, Team Fortress 2, Dark Souls 2, Counter-Strike, Grand Theft Auto V, StarCraft 2, Persona 4 Golden,  Monster Hunter 3 Ultimate, The Elder Scrolls V: Skyrim, Diablo III, Minecraft, Angry Birds, Candy Crush Saga, Call of Duty, FTL: Faster Than Light, Peggle, Animal Crossing, Civilization V, The Sims, Pokemon, entre outros.

 

Como driblar o vício

Existem algumas maneiras para ajudar o seu filho a deixar o vício em jogos online, veja alguns passos que você precisa conhecer:

  • Converse com seu filho sobre os jogos. O que ele joga, o que o leva há passar tanto tempo no computador, ele pode estar passando por problemas e geralmente esses jogos são uma maneira de fuga dos problemas;
  • Se o seu filho é uma criança, remova o computador para uma área aberta da casa, ficar em ambiente fechado é um empurrãozinho para o vício;
  • Estabeleça limite de tempo de acesso ao computador. Primeiro dê o limite e verifique se ele consegue cumprir essa regra sozinho, se não, então apele para programas específicos que limitam o tempo no computador;
  • Tente substituir o tempo que seu filho gasta na frente do computador por atividades de interação física com outras pessoas, como jogar bola, ir ao cinema, parques de diversão, parques aquáticos, passeios, etc.
  • Determine atividades extras em casa, como recolher o lixo, lavar a louça, limpar o quarto, etc. Realizar essas atividades os deixam longe do computador por algum tempo.

Essas são algumas dicas básicas, claro que se você perceber que seu filho está viciado em alguma coisa do mundo virtual, que vai muito além de jogos, procure ajuda profissional. Nem todos os adolescentes que estão na frente de um computador são viciados em alguma coisa, muitos estão lendo, estudando e até mesmo jogando, mas com consciência que é apenas um passa tempo e não uma ideia de vida. Então preste atenção no comportamento e descubra do que seu filho gosta, se está feliz ou se está passando por algum momento difícil.

Uma boa notícia para os pais

Em meio a toda essa guerra dos pais contra o vicio do filhos por jogos online, aconteceu uma inciativa muito boa de um treinador. Ele decidiu treinar garotos para jogar online, mas impôs regras para entrarem na equipe e participarem de campeonatos: ir a academia todos os dias antes do treinamento, ter media igual ou superior a sete na escola, ter boa alimentação e dar prioridade aos estudos, depois disso treinamento no jogo. Mesmo depois de terminado o ensino médio o participante da equipe precisa entrar numa faculdade para continuar jogando e participando dos eventos.

Além de tudo isso, eles podem ganhar uma “graninha” participando de campeonatos que costumam dar prêmios em dinheiro para os melhores colocados.

Essa é uma iniciativa que deixam os pais mais tranquilos com relação ao vício, pois existe a dedicação ao jogo, mas não existe a alienação virtual.